Dicas Sul da França – Parte 2 – Saint Tropez e Cannes

Continuando a série de 3 posts sobre o sul da França, nessa parte 2 falamos de Saint Tropez e Cannes. Lembrando que a Parte 1 (esse aqui) tratou de Cassis e a 3 vai tratar de Nice e Monaco. Lembrando que se você procura informações para viagens à Paris ou França em geral, não deixe de ler os posts da série França, parte 1 (aqui), 2 (aqui), 3 (aqui) e organização da viagem (aqui). Mas vamos ao que interessa:

Saint Tropez:

Saint Tropez ficou famosa por Brigitte Bardot e hoje sua fama está na sua vida social badalada. Uma coisa meio Búzios para a galera do Rio. Saímos de Aix en Provence e fomos para lá, já estava meio que entediada em Aix, procuramos no Booking.com e no TripAdvisor uma pousada boazinha e não muito cara (Hotel Le Mouillage), e partimos para lá. Não ficamos muito tempo e nem fizemos mil coisas, queríamos mesmo aproveitar a oportunidade e conhecer.

O hotel escolhido foi o Hotel Le Mouillage  recomendo. Ele fica localizado no Port du Pilon, na Avenue du General Leclerc. Fica bem próximo ao centro da cidade, pudemos ir andando. A decoração é uma graça, tem piscina e longe.

Quando chegamos o céu estava nublado e um pouco frio. Demos umas voltas de carro pela cidade, fomos até a Plage de Pampelonne (que na verdade é outro distrito, mas colado em St. Tropez) onde ficam os famosos Beach Clubs. Bom, acho que pelo dia da semana e pelo tempo nublado, eles estavam fechados. Ok, fazer o que?, voltamos para o centro e demos uma volta para entender a cidade, dar uma olhada, e só. No outro dia o sol já estava mais presente e fomos lá de novo para praia, chegamos cedinho, mas o esquema foi canga mesmo. Íamos embora da praia antes do meio dia e até esse horário eles ainda estavam montando as espreguiçadeiras (não rolava pagar uma fortuna, e já estou mais que acostumada a minha boa e querida canga de praia). A cor do mar estava bem bonita e ele é bem calminho, nem parecia que no dia anterior estava nublado.


Além da praia de Pampelonne, outras atrações de St. Tropez:

- Caminhar pela marina/porto (St. Tropez Harbor), onde ficam os bares, os luxuosos iates (nunca vi nenhum assim de perto) e alguns artistas pintando telas. Ostentação total! Um pouco antes de chegar, há um estacionamento. Pode deixar o carro e ir andando.

- Ir para as baladas (não posso ajudar com isso, pois não fui, preferi ficar descansando).

- Comer:

. La Rhumerie: pizzaria bem gostosa (local bem aconchegante e gostoso, você caminha até quase o final da marina). Parece uma cantina, a decoração e a vista se combinam, o atendimento é ótimo, e a pizza uma delícia.

. L'OPERA: restaurante de frutos do mar, fica mais ou menos no meio da marina. Acho que foi um dos restaurantes mais lindos que já comi, a decoração era belíssima, combinava com o Sol. Se destaca por sua gastronomia, mas não é barato. O atendimento também é muito bom. Mas atenção, quando você pede certos pratos, o nosso foi uma lagosta, o garçom traz o bichinho vivo e te diz o peso dele, para você avaliar se está bom. O preço vai de acordo com o peso do bichinho... não curti (tive praticamente um ataque ao ver aqueles olhinhos) e pedi algo prático mesmo. A organização e disposição das mesas, a arrumação dos pratos e do ambiente são encantadoras, ostentação e glamour total! Se você gosta disso, então não deixe de ir.

. Barbarac: sorveteria no quarteirão ao lado do restaurante L’opera, sorvetes deliciosos. Todo mundo dá uma passadinha por ali, link aqui.

Nessa região da marina, há diversas lojas e bistrôs. Vale dar uma caminhada despretensiosa para conhecer.

De lá, partimos para Cannes...

- Cannes:

Cannes é famosa por seu festival de cinema e fomos justamente no período do festival. A cidade fica lotada, estacionamos o carro (de acordo com o GPS e as placas da cidade) e fomos caminhando pela cidade mesmo, só para ver como era.

No festival, são feitas exibições dos filmes abertas ao público. Você deve ir ao Centro do festival, onde há informações de programação com horários e etc. Fomos, mas estava tão cheio que não me animei. Demos uma caminhada pela orla. 

Não me interessei por nenhum, até porque ainda íamos para Nice. Caminhei, vi a entrada e os tapetes vermelho, mas não esperei nenhum famoso, pq quando eles estão chegando fica uma confusão e correria. Fecham ruas para os carros passarem e ... não tenho muita paciência hahaha

A cidade fica muito animada, tinha gente fazendo dança de rua, vendendo mil coisas e o mais legal (e engraçado) foi ver o look das pessoas. Simplesmente demais! Além disso, há barraquinhas vendendo lanches, aproveitei para um crepe :) 

A vista da praia é linda, mas achei muita ostentação, como disse, aproveitamos para conhecer mesmo. Fiz um lanche rápido num café e fomos embora. Valeu para conhecer, mas se o seu estilo não é de ostentação, não vai morrer se não for rs.
Postar um comentário